Não consigo me concentrar no coworking…Será?

28 dez 2018
space
174
0

Você já teve vontade de deixar seu home office pra trás e se juntar à um coworking, mas tem receio que o ambiente possa ser caótico e propenso a tirar a sua concentração?

Talvez você ache que apesar da colaboração, senso de comunidade e divisão de espaço falte empatia, limites ou responsabilidade…Mas será que o coworking é mesmo uma ameaça ao seu foco?

Esperamos que o texto desta semana faça você mudar de ideia.

 

Algumas pessoas têm a crença que trabalhar em um espaço de coworking pode dificultar a sua concentração.

Existe uma fantasia e, talvez até um preconceito, de que os espaços compartilhados oferecem mais distrações do que um home office ou ambientes tradicionais de trabalho.

É natural que em um espaço compartilhado as pessoas estejam mais propensas a conversar entre si, tomar cafés mais demorados ou se movimentar mais no espaço.

O próprio ambiente incentiva esse tipo de comportamento, e talvez, essa seja uma das maiores vantagens de se estar em um coworking, pois nesse ambiente mais descontraído,  ideias e soluções surgem com mais facilidade e a proximidade maior com as pessoas favorece o nascimento de novos negócios e parcerias.

 

Coworking não é biblioteca, mas também não é só festa (na maioria das vezes 🙂 )

O ambiente de um coworking não é idealizado como uma sala de leitura ou biblioteca, onde as pessoas trabalham em total silêncio.

Porém, isso não quer dizer que o coworking é um espaço com pessoas falando ao telefone ao mesmo tempo, discutindo planos em voz alta ou comentando sobre a final do brasileirão enquanto você tenta, sem sucesso, se concentrar.

Na maioria dos casos, é um espaço de trabalho como qualquer outro, onde as pessoas fazem negócios, conversam e se divertem, mas têm responsabilidade com seu trabalho e respeitam o limite dos outros participantes.

 

Home Office versus Coworking – Onde há mais distrações?

giphy-1

Distrações existem em todos os locais. O problema da falta de foco é algo mais interno do que externo. Na verdade, o trabalho em casa pode ter tantas distrações, ou em alguns casos até mais, do que em um espaço compartilhado.

Muitos profissionais e empreendedores escolheram migrar de home offices para espaços de coworking pois a estrutura desses locais é mais propícia para o trabalho.

Não podemos esquecer que, apesar de serem lugares mais descontraídos e idealizados para maior proximidade e compartilhamento, espaços de coworking são para se trabalhar e são estruturados para isso.

Ao contrário do que pode acontecer no escritório em casa, as interrupções ocorrem com menor frequência e as fronteiras entre o universo doméstico e o profissional ficam mais definidas. Dificilmente você vai precisar interromper seu trabalho para atender a porta, estender a roupa no varal ou fazer um lanche para o seu filho que acabou de chegar da escola.

Claro, existem pessoas que conseguem deixar as tarefas domésticas de lado e se concentrar no trabalho em seus home offices.

Mas essa habilidade é algo que leva tempo para conseguir e há um esforço e uma rotina rígida por parte do profissional para fazer com que ela aconteça e perdure.

Só o fato de ter um horário estabelecido de entrada e saída do coworking já é um fator que auxilia na rotina de trabalho e consequentemente, na concentração.

O hábito de se arrumar para ir trabalhar, de sair fisicamente do ambiente do lar faz com que nosso cérebro se prepare para a realização de tarefas. O coworking, nesse sentido, favorece a disciplina. 

Dito isto, vale lembrar que se você não se disciplinar e utilizar ferramentas para desenvolver a concentração e o foco, até mesmo nos ambientes mais silenciosos e vazios, terá problemas de foco. E isso pode ser em casa, numa cafeteria, num escritório tradicional ou em um coworking.

A desorganização também contribui muito com a perda de foco no trabalho. Talvez a dificuldade de se concentrar esteja mais relacionada com os nossos hábitos e desorganização do que o ambiente externo.

Se você está tendo problemas em se organizar, dê uma olhada neste texto sobre organização e produtividade do nosso blog : Produtividade: a melhor ferramenta de organização é você!

 

O problema é mais interno do que externo.

giphy-downsized-large

A falta de concentração e foco é um problema comum nos dias de hoje. Há muito estímulo ao nosso redor e a rapidez das mudanças e o fluxo crescente de informações tende a nos fazer perder o foco. As novidades de hoje já são as velharias de amanhã.

Independentemente do ambiente onde você escolheu para trabalhar, o essencial é a postura do profissional e as ferramentas que cada um utiliza para se concentrar melhor. A diferença está em como reagimos à essa velocidade e aos estímulos.

Alguns só conseguem se concentrar com música, outros precisam de silêncio total, outros gostam da agitação de uma cafeteria lotada.

Às vezes, o que precisamos é uma forma de nos “defender” desses estímulos e distrações constantes. Assim, seja qual for o ambiente em que estejamos trabalhando, a perda de foco pode ser evitada.

Por mais estranho que possa parecer, alguns estudos sugerem que trabalhar em um ambiente onde outras pessoas estão trabalhando ao mesmo tempo que você, pode aumentar a concentração e a disciplina no trabalho.

O conceito de body doubling (ou dublê de corpo em português) é uma técnica utilizada por adultos e adolescentes que sofrem de TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) para combater a procrastinação e concluir tarefas.

Essa técnica simples se baseia na ação dos neurônios espelho, onde ao ver alguém trabalhando ao seu lado, você passa a instintivamente sentir mais motivação para trabalhar e “imitar” o comportamento de quem está ao seu lado.

Estar em um espaço onde outras pessoas estão trabalhando também inibe nossa tentação de procrastinar e cria um sentimento de “responsabilidade” com as entregas e tarefas..

Assim, estar em um espaço de coworking pode, ao contrário do trabalho solitário em casa, favorecer a concentração e não prejudicá-la..

 

Respeitando limites

giphy-3

É importante ressaltar que, como em qualquer ambiente compartilhado, o respeito aos limites de cada um é muito importante. Só é possível ter uma convivência pacífica e produtiva com transparência e limites.

Se você sentir que o nível de barulho e conversa no coworking está te incomodando, uma conversa rápida com os colegas pode resolver o problema rapidamente.

Afinal, o objetivo principal de um espaço compartilhado é conviver em harmonia e compartilhar recursos, ideias e negócios. Esse tipo de comunidade é aberta à comunicação entre os residentes e encoraja a resolução pacífica de conflitos.

 

Faça uma experiência

A melhor forma de saber se trabalhar em um coworking pode ou não atrapalhar (ou melhorar) a sua concentração é fazendo uma experiência.

Então que tal agendar um Day Test e botar a sua concentração à prova ?

Você pode se surpreender.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *